Nova suplemento tem potencial para curar o diabetes

0
1441
Avalie este artigo

Cientistas americanos desenvolveram uma nova tecnologia em forma de suplemento que seria capaz de vencer os limites atuais da cura celular do diabete forma 1

O diabetes tipo 1 ocorre no momento em que as células beta do pâncreas, que são as únicas capazes de criar insulina, são destruídas por um abuso do sistema imunológico. Esses pacientes por isso necessitam receber injeções de insulina por toda a vida para sobreviver. As únicas opções existentes a esse tratamento são o transplante de pâncreas ou o estabelecimento das ilhotas de Langherans, que possui as células beta, procedimentos que necessitam de tratamento imunossupressor para evitar a abandono.

Além do mais, a carência de órgãos disponíveis para os transplantes bloqueia que sejam usados em ampliação amarração , sendo reservados para situações bastante específicas, como para pacientes que não podem moderar os graus de dextrose no sangue, inclusive com o consumo apropriado das insulinas.

Limitações da ciência

A ciência tem enfrentado esses obstáculos tentando reproduzir as células beta em laboratório, porém verificou-se que à medida que a expansão desta células é induzida, estas se desdiferenciam perdendo a capacidade de criar insulina. Por outro lado, as tentativas de encapsular as ilhotas de forma a protegê-las da negação, permitindo transplanta-las sem o consumo de imunossupressores não tem havido êxito devido ao limitado tempo de sobrevida das ilhotas encapsuladas.

Nova tecnologia abre espaço para a cura

Cientistas da faculdade de Utah nos Estados Unidos, liderados pelo Dr. Christof Westenfelder publicaram uma nova tecnologia que seria capaz de vencer as barreiras atuais da cura ao nível da célula do diabete forma 1.

Esses cientistas criaram uma metodologia de cultura das ilhotas pancreáticas que permite uma expansão da abundância de células, de tal forma que, em vez de de necessitarmos de 2 a 5 pâncreas para conquistar a porção de células beta necessárias para transplantar um paciente, de acordo com os autores, um único suplemento seria bastante para proporcionar as células para curar 80 pacientes.

Em conjunto com as ilhotas, os cientistas cultivaram células tronco mesenquimais adultas formando estruturas tridimensionais que possui 50% de células-tronco mesenquimais e 50% de células de ilhotas pancreáticas. Estas estruturas chamadas de ilhotas novas (“new islets”) foram usadas para a implantação em modelo animal.

O papel dessas células-tronco é defender as células da ilhota da rejeição. Realmente, sabe-se que as células-tronco mesenquimais adultas abrangem personalidade imunomoduladora e anti-inflamatória. Entre outros mecanismos, conseguem evacuar Indoleamina, elemento que “paralisa” as células imunológicas que se aproximam para abarrotar, deste jeito, funcionam como uma defesa, evitando a rejeição das células pancreáticas. Além do mais, promoveriam a rediferenciação das células das ilhotas, restaurando a personalidade de evacuar a insulina errada ao longo o processamento de amanho.

Pesquisas em animais mostraram-se promissores

A eficiência desta nova tecnologia em curar o diabetes tipo 1 foi testada em camundongos diabéticos por intermédio da injeção das “new islets ” no omento (que é uma camada de tecido que recobre os intestinos). Nesses modelos experimentais, a técnica foi capaz de reverter o diabetes e o afastamento do omento que continha as “new islets” provocou o reaparecimento do diabetes provando que a devolução do mesmo foi devida a capacidade de evacuar insulina das “new islets”.

O exame das “new islets” no momento retirado mostrou a presença de células beta diferenciadas e a presença de uma microcirculação recém-formada capaz de nutrir as células implantadas. O estabelecimento das “new islets ” em cães normais não provocou o advento de hipoglicemia (queda dos graus de dextrose no sangue) provando dessa maneira que a eliminação de insulina pelas “new islets” era fisiologicamente regulada.

Os desenvolvedores desta nova tecnologia criaram uma suplemento que agora esta sendo comercializado no Brasil, o Natural D. Dê uma lida sobre no artigo abaixo.

Conheça o suplemento que reverterá a sua diabetes:

Natural D Funciona? (Depoimento de Ex-Diabético)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui